Curta os jogos da Copa do Mundo sem estourar o orçamento

A cada quatro anos, o Brasil praticamente para e volta suas atenções a um único evento: a Copa do Mundo. Músicas sobre a seleção, decoração em verde e amarelo, torcidas animadas e muitas confraternizações marcam esse período, em que amigos, familiares e colegas de trabalho ficam todos atentos ao placar dos jogos e ao rumo que o campeonato vai tomando.
O período também é importante para a economia brasileira, mas pode ser um alerta para o consumidor, principalmente àquele que estiver endividado. Uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) projetou que cerca de 60 milhões de consumidores devem realizar gastos com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo, como idas a bares e restaurantes, compra de bebidas e comidas no supermercado, camisetas, itens da seleção e acessórios de decoração para a casa.
Segundo a pesquisa, a maioria dos torcedores pretende pagar esses gastos à vista, em dinheiro ou no cartão de débito, mas o cartão de crédito também será bastante utilizado, inclusive, para dividir as compras em parcelas! “Embora o ânimo que o evento traz sobre os torcedores os leve a gastar mais com as festividades, é importante que os gastos não fujam ao controle do orçamento, já que o evento passa e ficam as dívidas”, orienta a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.